sábado, 31 de outubro de 2009

Agreste gongador


Há quase 20 anos atrás, no agreste meridional, numa cidadezinha interiorana formada por dois povoados, Quatro Bocas e São José, estréia ao mundo, um figura caricata, mítica, alegre e um tanto basbaque, com sorriso largo, estrabismo malandro, meio que perdido no ar, franzino sim, intelectualmente prejudicado, nem tanto, desde sua infância sofrida sentia vontade, e necessidade de libertar-se do querosene do interior e enfrentar a eletrocutada vida urbana na cidade grande.
Um sonhador, aos 10 sonhou ser astronauta, aos 15 bombeiro, aos 19 doutor, hoje só falta querer ser barbeiro, ou mesmo pescador, não aceita a condição de ser apenas Gongador, menino de bom caráter, criado no interior, sonha ter a mulher dos seus sonhos, essa que nunca encontrou, em cima de uma saco de farelo a transinha gostosa o libertou, se teve outras depois dessa? Ninguém contou, a ultima? Quem sabe?
Hoje o menino vive contente, sonha agora em ser um comedor, já que a ultima só o saco de farelo contou, seus amigos que querem tanto seu bem tentam ajudar, mas ô menino arrogante que não escuta os conselhos do professor que sabe mais que ele, o professor? outro menino interiorano ele regenerou.
Hoje o Gongador vive aflito, que nem a ruiva o consolou, mas o menino faz tanta merda que nem o pombo cagão perdoou, uma estória daqui, outra ali, mais uma adiante, a moçada se diverte e todos ficam contentes e muito alegres, me preocupo com o Gongador, que fica sempre no ar, quando todos nos sabemos que esse menino precisa é TRANSAR!!!!!!!
LUXURIA!!!

video

3 comentários: